domingo, 31 de agosto de 2014

Como Proteger Sua Mala

Olá, tudo bem?

Sempre que vou viajar, me bate uma aflição enorme sobre o assunto "mala". 

Primeiro, aquela coisa toda do que levar. Aí, lá vou eu fazer listinha, pesquisar clima, selecionar as roupas mais bonitas, resistentes e confortáveis, os cosméticos certeiros, os calçados adequados... Limpo, lavo, passo, dobro, enrolo, embalo, coloco tudo bem organizadinho na minha linda mala. 

Segundo: claro que eu não vou querer que a mala seja danificada, violada ou que ela suma, certo??? Pois é, mas como vou ter garantias de que ela vai chegar do jeito que eu a despachei?

Clique na mala e confira minhas 10 dicas:
Como se precaver para que sua mala fique segura antes, durante e depois de chegar ao seu destino?
(imagem de: http://www.choice.com.au)

Vou logo dizendo que, na prática, essa garantia é um pouco utópica, pois nem que seja um meladinho de graxa sua mala vai ter quando voltar do porão do avião. Na teoria, as legislações nos dão certos direitos, como o de receber a mala em perfeito estado ou ganhar uma determinada quantia em dólares por kg da mala se ela sumir de vez, o que seria o pior dos casos, mas que vou tratar noutra postagem.


Aqui, vou falar de prevenção para que danos, furtos ou enganos sejam evitados com as malas que despachamos quando vamos viajar de avião.


Vamos combinar: se é complicado encontrar roupas que realmente fiquem legais em você ou se seu pé raramente fica confortável em qualquer sapato por aí, dentro da sua mala (por mais que os valores não sejam tão altos) você sabe que está levando um tesouro pessoal, fruto de várias buscas detalhadas e demoradas em milhares de lojas para encontrar as peças certinhas pra você.

E quando é algum presente especial que estamos trazendo de fora? Como fazer para que ele não "suma" da nossa mala entre o momento que a despachamos e a hora que a pegamos na esteira do aeroporto de destino?

Pensando nisso e em outros problemas, decidi escrever pra você dicas simples que eu conheço e que coloco em prática no melhor estilo "é sempre melhor prevenir do que remediar".

Leia, a seguir, os cuidados e os truques para proteger a sua mala despachada:


1 - Mala resistente:

Se você vai viajar com uma mala que será despachada, escolha uma que seja forte em todos os sentidos. Independentemente do tamanho dela, observe se o material principal é grosso o suficiente para não ser cortado com facilidade.

Se for mala rígida, certifique-se com a loja de que ela não quebra com impactos moderados. Do mesmo modo, cheque costuras, zíperes, alças, rodinhas, apoios laterais...Teste mesmo!

Tudo tem que ter boa qualidade e te passar segurança. Teste a mala, remexa nela, suba e desça os zíperes várias vezes, suba e desça a alça puxadora, pergunte se a loja oferece garantias, confira o peso dela sozinha, etc. Por isso mesmo, muito cuidado com algumas malas da China, daquelas super baratas. Algumas chinesas mais caras têm qualidade satisfatória, mas muitas das baratinhas vão se desmantelar em menos tempo do que imaginamos (comprei uma que, na primeiríssima vez que usei, ela saiu perdendo rodinha, quebrando o puxador, soltando a alça de cima... virou um problema bem desagradável na minha viagem: tive que comprar outra e jogar ela fora).

Se você quer que sua mala chegue mais inteira possível depois de ser despachada, minha dica de amiga é:

---> Invista uma graninha a mais e compre uma mala boa. Compensa muito.

A minha mala média que mais gosto eu paguei R$ 200 numa promoção em 2014 (é essa roxa da foto abaixo). Viajei 3 vezes com ela durante 30 dias cada viagem e posso dizer que ela aguentou muito bem o tranco, mesmo não sendo das mais caras, nem das mais baratas. Ah, também comprei uma mala de mão na mesma cor dela (R$ 80) pra usar como mala de cabine, no modelo abaixo. Porém, não aconselho se você usar ela com muito peso: carregá-la vai ser doloroso pra sua musculatura. Prefira uma mala de cabine com rodinhas, uma mochila ou evitar colocar muito peso na mala de mão.

Minha mala atual é exatamente essa. Adoro que ela não tem bolso externo e que tenha 6 rodinhas que giram pra todo lado. Super fácil de andar com ela!
(imagem de: http://www.bagaggio.com.br)

Comprei também esse modelo na mesma cor da mala para colocar coisas leves e usar como bagagem de cabine. É prática e leve, mas se precisar colocar peso, carregá-la no braço é sofrido...
(imagem de: http://www.bagaggio.com.br/)



2 - Não coloque muito peso: 

Os viajantes experientes sabem bem como pode ser estressante viajar com bagagem pesada e cada vez mais se empenham em montar malas leves e funcionais. Se você tem uma mala de má qualidade e, ainda por cima, quiser entupir ela com muito peso, as chances de você rapidamente estragá-la aumentam muuuito.

---> Levar o máááximo de 15 kg (totais, incluindo o peso da mala, que, geralmente é de uns 5 kg numa mala de tamanho médio que seja resistente) é um bom limite. Mas, quanto menos, melhor.

Imagine que, nos dias que você estiver exausta e tiver que subir e/ou descer as muitas e longas escadarias (nos metrôs, nos hostels...), você vai sofrer. Na descida, você vai acabar fazendo sabe o quê? Sim, sacudindo mala abaixo pelos degraus! Isso pode preservar os seus ombros, o que é muito mais importante, claro, mas com o tempo vai dar uma fragilizada na sua malinha querida e amada  e acabar quebrando alguma parte importante dela (como rodinhas ou alças), complicando seu uso. Olha o prejuízo! Fora que você ainda pode levar uma bronca de algum funcionário do local...

Mala pesada + cansaço + escada = você sacudindo a mala que pode quebrar partes importantes... Mas... e pra subir vários andares?... Por um mundo com bagagens menores e mais leves!
(imagem de: http://i.dailymail.co.uk/i/pix/2011/08/02)



3 - Cadeados e lacres: 

Nem em sonho (no caso, pesadelo) deixe de trancar suas malas, tanto as de mão, mas, especialmente, as despachadas, com bons cadeados.

A qualidade aqui também faz toda a diferença, portanto, nada de colocar cadeadinho fraco, do tipo que abre com um peteleco. Invista em marcas conhecidas e nem precisa comprar aqueles coloridinhos de lojas de equipamento de viagens, que são muito mais caros só porque são umas gracinhas.

Eu sempre uso os menores e mais simples da Pado e mantenho as duas chavinhas que vêm com ele em dois lugares diferentes: na minha bolsa e no porta-dólar colado ao meu corpo. Particularmente não gosto de cadeados com segredo tipo de cofre, porque eu sempre me embanano com os números e acho que alguém vai destravar ele na sorte, rsrs!

Lacres são importantes pra você colocar em bolsos menores e vazios do lado de fora da mala, mas eu ainda prefiro cadeados e pronto, me sinto mais segura e tranquila. Se usar lacres, não esqueça de anotar o número ou fotografá-lo para conferir quando pegar a sua mala na esteira. Lacres simples são baratinhos e podemos comprá-los de cento em papelarias.

Eu uso o cadeadinho simples da Pado, mas a Papaiz também é uma ótima marca e tem vários modelinhos fofos.
(imagem de: http://imgsapp.correiobraziliense.lugarcerto.com.br)


Dica Extra:

Já ouviu falar da abertura de mala com cadeado colocando uma caneta no zíper? Assista ao vídeo clicando aqui para entender melhor, mas, basicamente, o criminoso abre sua mala trancada com cadeado e depois passa o zíper de novo, parecendo que ninguém a violou. Para complicar a vida do meliante, note se a sua mala tem essa pequena parte (de metal, no alto da mala) e encaixe o cadeadinho nela também. Assim não vai ter como mexer o zíper.

Aquela pequena peça com de metal com um buraquinho deve ser encaixada no mesmo cadeadinho que tranca o zíper principal da sua mala.
(imagem de: http://www.bagaggio.com.br)



4 - Embalando com filme plástico ou capa:

As capas completas são ótimas invenções para malas, pois além de embelezá-las, ajudam na distinção na hora da esteira, evitam as graxas do despacho, são laváveis e reutilizáveis. As plásticas protegem da chuva ou outros líquidos e, o melhor de tudo, dão aquela proteção maior para que não sejam facilmente abertas pelo zíper depois que passaram pelo despacho.

Por outro lado, aqueles plásticos que embalam malas no aeroporto custam uns 50 reais. Eu já tive vontade de usar, mas o preço por viagem sempre me apavorou, rs! No entanto, sempre vejo algumas pessoas utilizando o serviço. Para quem não se importa em gastar, acho válido embalar. Contudo, se a segurança do despacho achar que precisa abrir sua mala para verificar algo suspeito, ela vai dar um jeito de abrir.

Essas capas de malas não são super lindas? Eu adorei, mas acho que vou acabar comprando um modelo mais discreto...
(imagem de: http://www.herworldplus.com)

Nunca utilizei esse serviço, mas acredito na sua proteção e, por isso, indico aqui.
(imagem de: http://thailand-security.com)



5 -  Objetos de valor na mala:

Vou ser bem direta aqui:

---> NÃO coloque coisas de valor (ou que são importantes durante o voo, como remédios) na mala a ser despachada. Infelizmente, ainda existem despachos que conseguem abrir sua mala e subtrair esses pertences.

Jóias, dinheiro, documentos, passaporte, relógios, medicamentos, perfumes importados, câmeras, notebook, smartphones, roupas e calçados de marcas muito caras... Tudo isso pode sumir da sua bagagem ou mesmo a sua bagagem pode sumir por completo e pra sempre. Tente levar as coisas de valor na sua bagagem de mão, preferencialmente sua bolsa, e permaneça grudadinha nela, inclusive durante o voo.

Na mala despachada, se tiver que levar algum artigo que possa despertar interesse dos gatunos do despacho, faça assim: comunique no check-in que você tem tal, tal, tal produtos de alto valor na mala (numa mudança que fiz, uma vez levei 17 frascos de perfumes importados que, mesmo sem caixas e usados, poderiam atrair algum espertinho. Notifiquei o check-in na hora de despachar).

Mas, antes disso, quando estiver montando a mala, o melhor truque é:

---> Pegue o objeto de valor, por exemplo um perfume e, ao invés de dobrar as roupas, faça rolinhos com ele no meio, até ficar bem enroladinho. Vá enrolando, empacotando e coloque esse super rolo bem no meio da mala. Assim, se o cara abrir sua mala lá dentro do despacho, vai ter um trabalhão pra desenrolar tudo e todo mundo vai ver o que ele tá fazendo.

Dica exclusiva aqui do Casei Com O Mundo, essa eu nunca vi ninguém falar em canto nenhum até hoje, rs! Por isso mesmo, evite colocar essas coisas mais caras próximas às beiradas da mala, prefira sempre o centro dela e no fundo, com um monte de outras coisas por cima.

De preferência, se desfaça de etiquetas de preço e caixas, se forem produtos novos.

Ninguém que receber a bagagem estando violada ou com itens subtraídos, né? Aproveite as dicas!
(imagem de: http://static.epocasaopaulo.s3.amazonaws.com)


6 -  Líquidos bem embalados:

Certos líquidos e outros produtos são terminantemente proibidos da gente carregar, seja na mala de cabine, quanto na despachada, leia clicando aqui ou consultando sites oficiais dos países que você vai visitar/ fazer conexão e as companhias aéreas que você vai voar.

Mas nossos shampoos, cremes e garrafas d'água, não são proibidos. Porém, não dá pra simplesmente jogar os frascos na mala e partir, né? Nem fechados numa necessarie ficam seguros. A pressurização de um avião pode fazer todos eles explodirem ou, pelo menos, vazarem um pouco. E aposto que você não vai querer suas roupas, sapatos, sutiãs, cintos, toalhas ou livros encharcados com o seu óleo corporal favorito ou com seu protetor solar de meio litro (se puder, use frascos menores de kits de viagem, como esses abaixo).

Portanto, faça como eu:

---> Passe uma fita adesiva, daquelas mais largas de cima a baixo do frasco, dando uma volta completa (leve o rolo dessa fita na mala, pode ser útil para outras coisas durante a viagem). Achou suficiente? Eu não, rs! Depois disso, eu coloco todos os frascos assim dentro de um saco grande do tipo Ziploc. Juro, só assim tenho paz, rsrs! #gataescaldada

Frascos menores são próprios para viagens... Bem fechados e embalados, garantem seus rituais de beleza durante a viagem.
(imagem de: http://i00.i.aliimg.com)

Sacos do tipo Ziploc são exigência para líquidos nas malas de mão, mas são muito úteis também para evitar melação dentro da mala a ser despachada.
(imagem de: http://www.thefrugalnavywife.com)



7 - Correia/ Braçadeira:

Se sua mala tá bem inchada de tanta coisa e você teve dificuldades de fechar o zíper dela, considere usar esse simples acessório para evitar que ela abra de repente e todas as suas calcinhas caiam no chão do aeroporto. Aliás, se você tem uma mala daquelas chinesas bem fraquinhas, não deixe de usar esse acessório mesmo que sua mala não esteja tão entupida assim, só por precaução mesmo.

Zíperes fracos ou danificados podem abrir facilmente e virar um transtorno sem medidas. E, acredite, pode acontecer até nas melhores malas. Você pode comprar uma boa correia por volta de 25 reais. Algumas têm segredos (como na foto abaixo) ou encaixe para cadeado, mas são um pouco mais caras e não acho que valha muito a pena; vai do seu gosto e bolso.

---> Compre uma correia simples e leve com você pra usar na mala se ou quando for necessário.

Durante a viagem, nem sempre é fácil encontrar esse acessório (ainda mais por um preço justo), mas em aeroportos dá pra achar alguns modelos. Atente para o tamanho da sua mala pra garantir que ela feche.

Detalhe: Não compre correias elásticas se tiver essa finalidade de segurar pra mala não abrir estourada do zíper, por motivos de: elas esticam e você precisa que não ampliem, e sim que fiquem firmes. As que esticam só servem pra identificação (em algumas você pode bordar seu nome) como explico na dica a seguir.


Quanto mais firme e larga, melhor para prender a "tampa" da sua mala, caso o zíper estoure.
(imagem de: http://img03.taobaocdn.com/bao)


8 - Fitas, adesivos, etiquetas: 

Ah, os penduricalhos de mala! Hoje em dia tem tantos tão legais, divertidos e fofos que quase não dá pra resistir a eles! Mas a função deles também é de proteger a sua bagagem, ainda mais se você tem uma mala preta, azul escuro ou vermelha, cores bem comuns nas esteiras atuais.

---> Para as pessoas não confundirem sua mala pensando que é a delas, coloque um detalhe que possa distingui-la das demais. Etiquetas emborrachadas e chamativas como essas que comprei, fitas coloridas na alça superior (cuidado pra não deixá-las muito compridas pra não enroscar em outras coisas), a própria correia citada acima e adesivos bem grudadinhos ajudam a evitar que os outros passageiros levem embora a sua bagagem.

Essa dica eu sempre uso e já vi funcionando: um senhor ia pegar a minha mala, mas quando viu as fitas que eu tinha colocado, estranhou e deixou passar, ufa!

Tags Etiquetas
"Não toque!", "Não mereço ser roubada!", "Dá licença, não é sua mala" são algumas das frases das etiquetas emborrachadas que comprei. Há modelos diferentes disponíveis em sites como o ebay e aliexpress.


Colocar adesivos na sua mala ajuda na distinção dela em meio às outras na esteira.
(imagem de: https://img1.etsystatic.com)



9 - Não marque bobeira no embarque:

Se você vai fazer uma viagem longa, com muitas paradas e trocas de aeronaves pelo caminho, ou mesmo uma curta, mas você quer tomar esse cuidado extra, fotografe a sua mala antes de despachá-la. Se puder, fotografe-a antes mesmo de fechá-la em casa.

---> Não deixe de fazer umas fotos (e mandar pro seu email) da sua mala pronta pra ser despachada. Isso pode servir de prova no caso da sua mala ter sido violada ou se ela sumir e vai te ajudar junto às empresas e autoridades a resolver o problema.

Outra coisa: muitas vezes chegamos horas antes do embarque e ficamos passeando no aeroporto, vamos ao banheiro (entre com bolsa, mala e tudo e tranque a porta do privativo), lanchamos... E, pode apostar: estão te observando - tanto as câmeras de segurança quanto os ladrões que aproveitam distrações ou distanciamentos das pessoas de suas bagagens.

Se estiver viajando sozinha e tiver que dormir no aeroporto, ou tirar um cochilo, cuidado triplicado, hein? Mulheres, cuidados com falsos paqueras, que, na verdade, são vigaristas e criminosos. Por isso, não desgrude da sua mala até despachá-la.

Mais um perigo: não permita que estranhos mexam nas suas malas ou bolsas de jeito nenhum.

Digo isso porque eles podem colocar pacotes de drogas sem que você veja pra te usarem como mula, especialmente se seu voo for internacional. No check-in, podem te perguntar: "Alguma pessoa mexeu ou tocou nas suas malas que não você?", pra saberem se há essa possibilidade de terem implantado algo.

Se está viajando com alguém de super confiança (sua mãe, seu marido) e quiser que a pessoa cuide das suas coisas enquanto "vai ali", instrua ela a ter essa atenção. Jamais deixe crianças ou pessoas incapazes (ou que você conhece pouco) sozinhas cuidando da sua mala.

Por outro lado, também não aceite guardar ou tomar conta de nada que te solicitem - nem mala, nem sacola, nem pacote, nem filho, nem cachorro... Seja firme e corte logo o papo, pois podem estar te passando uma responsabilidade criminosa que você nem desconfia.

Papo sério aqui, todo cuidado é pouco em qualquer aeroporto do mundo, pois se acharem drogas (ou outras coisas proibidas) nas suas coisas, você vai pra cadeia na mesma hora.

Imagem de uma câmera de segurança mostrando um homem furtando bagagens no aeroporto.
(imagem de: http://www.antena3.com/clipping/2013/08/02/00571/30.jpg)



10 - Não faça corpo mole no desembarque:

Não seja a última a ir pegar a mala... Alguém pode levá-la antes.

Sabe aquela preguiça que dá quando, depois de viajar por 8 horas de avião, você tá com sono, mas tem que desembarcar... Pois é, todo mundo corre, mas algumas pessoas, mais sossegadas, vão se arrastando. Quando chegam na esteira, não tem mais ninguém, só a mala dela girando lá. Isso se alguém não levou a mala dela. Por isso, não relaxe muito no momento do desembarque e vá junto com todo mundo. Não existe isso de funcionários do aeroporto ou da cia aérea conferirem se a bagagem é mesmo da pessoa que tá pegando e levando ela embora. Por isso, tome esse cuidado de ir logo esperar a sua mala na esteira.

---> Se puder, seja uma das primeiras pessoas a ir pra esteira e garanta seu lugar de catar sua mala, pois os passageiros formam um paredão muitas vezes bem difícil de ultrapassar e, infelizmente, poucos são os educados ou gentis que vão te dar espaço pra você alcançar sua bagagem (especialmente aqui no Brasil... que as esteiras são pequenas...).

O famoso paredão de passageiros ansiosos para pegarem suas malas na esteira.
(imagem de: http://static1.businessinsider.com)


Com todos esses cuidados, sua mala despachada (e os pertences dentro dela) vai ter muita chance de chegar linda e intacta no seu destino, e sua viagem vai correr em paz, no que depender disso. Lembrando que, apesar de todas essas prevenções, pode acontecer da empresa sumir com a sua mala, mas aí é assunto pra outro post sobre o que fazer quando a sua mala não chega.

E boa viagem! ;)


2 comentários:

Katia Sandes disse...

Gostei sim. E concordo com todos os itens destacados no texto. Um ponto que acrescentaria mas que talvez fuja um pouco ao tópico é sobre o que levar na mala. Muitos viajantes ainda precisam aprender o que levar em sua bagagem. Sem tocar propriamente dito em objetos, acrescento: Muita disposição. As pessoas precisam viver a viagem e não necessariamente dizer que viajou, como vejo muito em redes sociais. Aguardo outros postss.

M. M. do blog Casei Com O Mundo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.